Como fazer seu próprio desodorante de óleo de coco

Como fazer seu próprio desodorante de óleo de coco

Vocês já se questionaram como este metal, considerado o mais abundante na crosta da Terra, acabou sendo tranformado em produto para combater o dor e transpiração de nossas axilas?

É que os compostos formados pelo alumínio reagem com os electrólitos do suor para formar uma espécie de gel que cola na glândula sudorípara, ou seja, ele fecha os poros da pele prevenindo a produção de suor. Mas, claro, isto tem um preço e várias pesquisas já mostram o acúmulo do metal em áreas próximas a formações como cistos, tumores e até câncer de mama.

O difícil é conviver com a agitada vida moderna onde o suor causa constrangimento social, fazendo muitos esquecerem dos efeitos tóxicos do metal em contato continuo, e prolongado, em nossa pele. Mas foi fazendo uma pesquisa que descobrimos que, por séculos, os habitantes das Filipinas usam o óleo de coco como forma natural de combater tais efeitos desagradáveis.

E a receita é bem simples:

Ingredientes:

4 colheres de sopa ( ou ¼ de xícara ) de óleo de coco na forma líquida,virgem ou extra virgem, orgânico e não refinado.

1/4 xícara de bicarbonato de sódio

1/4 xícara de amido de milho

10 gotas de óleos essenciais

1 frasco de vidro com tampa

 

Preparo:

Misturar todos os ingredientes secos em sua tigela, de preferência de vidro. Adicione o óleo de coco derretido e óleos essenciais. Mexa bem.

O resultado será uma pasta que deve ser colocada em um frasco antes que ela se solidifique.  Vale lembrar que o estado natural do óleo de coco é sólido, portanto o produto final deverá ser como tal.

Deixe-o esfriar naturalmente antes de colocar na geladeira para uma solidificação extra. Em climas mais frios, onde ele permanece sólido, pode ser mantido à temperatura ambiente. Nas regiões mais quentes melhor mantê-lo na geladeira.

O bicarbonato de sódio absorve odores, o amido de milho absorve umidade e óleo de coco é um anti-oxidante e um hidratante com propriedades anti-fúngicas e anti-bacterianas.

Quanto aos óleos essenciais as propriedades, além do odor, são as mais variadas, permitindo que você escolha entre os mais variados.

 

Para ler mais:

Óleo de Coco e Alzheimer

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>